autismo

Um entendimento sobre a Terapia com crianças Autistas

Artigo escrito por Larissa Montardo Machado / Psicóloga CRP/RS 07-26647

As crianças autistas não desenvolvem dentro do setting uma noção de espaço tridimensional e de simbolização, consequentemente, não poderão brincar ou não usarão o brinquedo como objeto no qual suas fantasias e emoções possam ser projetadas.

O terapeuta que trabalha com essas crianças se encontra em uma posição diferente, em relação a outros tipos de pacientes. Ao longo do processo terapêutico, é preciso estar sempre muito atento ás suas motivações, mantendo o contato constante com seu próprio mundo mental infantil e adulto. É importante levar em consideração o espaço real de atendimento e o tempo de duração das sessões, ou seja, permanecer sempre num lugar e num tempo determinado e constante.

Continue reading “Um entendimento sobre a Terapia com crianças Autistas”

caixa ludica

A Caixa Lúdica e o Brincar

Artigo escrito por Julia Rocha – estudante de psicologia da Fadergs e estagiária de clínica da Horizontes

A caixa lúdica é um instrumento de trabalho bastante utilizado para identificar a maneira como o sujeito se relaciona com os objetos e a forma como ele aprende, podendo facilitar o psicodiagnóstico. Sabe-se da importância de usar o lúdico como recurso terapêutico. Winnicott retrata o jogo como um recurso integrante no ato de aprender, ele afirma que “brincar é algo além de imaginar e desejar, brincar é o fazer”. (WINNICOTT, 1975 p. 28)

Brincar é um meio importante e real de acessar o inconsciente, bem como de perceber o desenvolvimento da criança, pois a criança compreende o mundo a sua volta, aprende regras, testa habilidades, aprende a ganhar e perder, desenvolve a linguagem e as habilidades motoras através da brincadeira. É importante frisar que o brincar e o jogar não se resumem apenas a formas de divertimento e de prazer para a criança, mas são meios privilegiados dela expressar os seus sentimentos e elaborar situações conflitantes utilizando desta linguagem simbólica. Continue reading “A Caixa Lúdica e o Brincar”

A Depressão em todas as fases da vida

entendendo a depressão em todas as fases da vida
Artigo escrito pela Psicanalista Patrícia Mazeron

A Depressão em todas as fases da vida

A palavra depressão atualmente é usada para tudo. A pessoa está triste e se diz deprimida. Mas a depressão é uma doença grave que pode trazer prejuízo no dia a dia das pessoas podendo comprometer sua qualidade de vida.

Nos adultos é mais fácil de ser diagnosticado, pois estes são capazes de perceber e queixar-se, ou mesmo a família e amigos percebem que algo não está bem.

Depressão nas Crianças

Com as crianças isso é diferente, pois pode ser confundida com o seu jeito de ser. Mesmo sofrendo não entendem os sintomas como resultado de uma doença e que podem ser aliviados. As crianças podem calar-se, retrair-se e os pais podem custar a dar-se conta que o filho (a) precisa de ajuda. A criança tem grande dificuldade de nomear as suas emoções e expressar que está deprimida. Depende que o adulto dê o significado àquilo que se chama tristeza, angústia, ansiedade. Por isso ela coloca no corpo o sofrimento e queixa-se de problemas físicos, por serem mais fáceis de explicar.

Continue reading “A Depressão em todas as fases da vida”