caixa ludica

A Caixa Lúdica e o Brincar

Artigo escrito por Julia Rocha – estudante de psicologia da Fadergs e estagiária de clínica da Horizontes

A caixa lúdica é um instrumento de trabalho bastante utilizado para identificar a maneira como o sujeito se relaciona com os objetos e a forma como ele aprende, podendo facilitar o psicodiagnóstico. Sabe-se da importância de usar o lúdico como recurso terapêutico. Winnicott retrata o jogo como um recurso integrante no ato de aprender, ele afirma que “brincar é algo além de imaginar e desejar, brincar é o fazer”. (WINNICOTT, 1975 p. 28)

Brincar é um meio importante e real de acessar o inconsciente, bem como de perceber o desenvolvimento da criança, pois a criança compreende o mundo a sua volta, aprende regras, testa habilidades, aprende a ganhar e perder, desenvolve a linguagem e as habilidades motoras através da brincadeira. É importante frisar que o brincar e o jogar não se resumem apenas a formas de divertimento e de prazer para a criança, mas são meios privilegiados dela expressar os seus sentimentos e elaborar situações conflitantes utilizando desta linguagem simbólica. Continue reading “A Caixa Lúdica e o Brincar”

A Depressão em todas as fases da vida

entendendo a depressão em todas as fases da vida
Artigo escrito pela Psicanalista Patrícia Mazeron

A Depressão em todas as fases da vida

A palavra depressão atualmente é usada para tudo. A pessoa está triste e se diz deprimida. Mas a depressão é uma doença grave que pode trazer prejuízo no dia a dia das pessoas podendo comprometer sua qualidade de vida.

Nos adultos é mais fácil de ser diagnosticado, pois estes são capazes de perceber e queixar-se, ou mesmo a família e amigos percebem que algo não está bem.

Depressão nas Crianças

Com as crianças isso é diferente, pois pode ser confundida com o seu jeito de ser. Mesmo sofrendo não entendem os sintomas como resultado de uma doença e que podem ser aliviados. As crianças podem calar-se, retrair-se e os pais podem custar a dar-se conta que o filho (a) precisa de ajuda. A criança tem grande dificuldade de nomear as suas emoções e expressar que está deprimida. Depende que o adulto dê o significado àquilo que se chama tristeza, angústia, ansiedade. Por isso ela coloca no corpo o sofrimento e queixa-se de problemas físicos, por serem mais fáceis de explicar.

Continue reading “A Depressão em todas as fases da vida”

MITOS banner site

Curso – MITOS PARA DISCUTIR COM PSICANÁLISE

MITOS PARA DISCUTIR COM PSICANÁLISE

Ministrante

Psicóloga Keylla Jung

Horário

03 Encontro aos Sábados

08 e 22 de JULHO / 05 de AGOSTO – 09:00 às 12:00

Apresentação

A mitologia encanta e conta histórias. Histórias sobre o homem e para o homem. É um convite para interpretação, é metáfora, analogia, dramaturgia, espelho. É um mundo rico de simbologia que apresenta uma realidade antropológica. É história, tradução e ponto de comunicação entre filosofia e psicanálise. Os mitos são narrativas que explicam as origens do mundo e dos homens através da personificação de heróis, deuses e semideuses que interagem e encenam os fatos da vida. Mito é metáfora, e como tal designa algo que está além da realidade que lhe dá origem, porém se constrói na hermenêutica do dentro e do fora, enlaça o psíquico com o real. Mas que realidade é esta? Verdade? Tradução? Ilusão? Histórias criadas a partir do testemunho dos sentidos? Imagens são visíveis, palpáveis, audíveis e os mitos são reflexos das nuances do humano de todos nós, servem à imaginação e nos fazem ouvir o que muitas vezes é inaudito e ver o imperceptível. O que nos ensinam? Porque a psicanálise bebeu nesta fonte? Fica aqui um convite para ler histórias, ensaiar interpretações e debater psicanalise através da mitologia.

Público

Profissionais e Acadêmicos de áreas interdisciplinares com a Psicanálise.

Programa

  • Mito e Psicanálise – duas leituras do mundo. Empédocles e as duas forças básicas que movimentam a vida – Amor e Conflito
  • Narciso – Quem é este no espelho?
  • O Minotauro – A identidade no labirinto psíquico.
  • Eros e Psique – O Amor não sobrevive sem confiança!
  • Édipo e Electra – O melhor caminho?
  • As Três Parcas – Vida, Destino e Morte.

Metodologia

Discussão dos temas em seminários apoiados no referencial teórico.

Investimento

Profissionais – R$ 150,00

Estudantes – R$ 80,00

Inscrições

(51) 3019-1799 / instituto@clinicahorizontes.com.br