artigo nathalianarcissmo

Sobre o Narcisismo: Uma introdução

Artigo escrito por Natália Mezera Araujo – Formação em Psicoterapia Psicanalítica – Instituto de Ensino Horizontes | Julho de 2018

Inicialmente descrito como algo perto da perversão, referindo-se a pessoa que trata seu corpo da mesma forma que um objeto sexual, o termo narcisismo passou por modificações até ser considerado como uma parte da libido que faz parte do curso normal do desenvolvimento sexual. Falar sobre narcisismo parece estar sempre beirando entre a normalidade e a patologia, entre o que nos identificamos e o que não nos pertence. Em uma sociedade tão adoecida como a atual, pensar em narcisismo e suas nuances nos aproxima da clínica e mais ainda, nos aproxima de nós mesmos.

No texto de 1914, Freud inicia a pensar no conceito de narcisismo através da esquizofrenia, que apresentava duas características fundamentais: megalomania e desvio de interesse do mundo externo. Em relação a essa última, questionava-se para onde iria essa libido que foi afastada dos objetos externos. A conclusão é que ela seria dirigida para o ego, sendo denominada dessa forma de narcisismo. Este o narcisismo secundário. Existe a ideia de uma libido original do ego, porém esse ego precisa ser desenvolvido e é inicialmente, como sabemos, um ego corporal, encontrando-se nessa fase num estado de auto-erotismo. Freud deixa claro que é preciso uma ação específica, a qual ele chama de nova ação psíquica, a fim de provocar o narcisismo. Este o narcisismo primário.

Continue reading “Sobre o Narcisismo: Uma introdução”

GRUPO_OLHARES ENVELHECIMENTO

Grupo de Estudos: Olhares Interdisciplinares sobre o Envelhecimento

  • INÍCIO: 05 de Setembro;
  • Quartas-feiras, das 13:30 às 14:30;
  • Dirigido a profissionais e estudantes das áreas da saúde e educação;

Ministrantes:

  • Renata de Castro Schindel – CRP 07/25489: Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Especialista em Psicologia Escolar, Mestre em Psicologia pela UFCSPA.
  • Larissa Branco CRFa 7 – 9558:  Graduada em fonoaudiologia pelo Centro Universitário Metodista –IPA, Especialização em Motricidade Orofacial, Mestre em Gerontologia Biomédica pela PUCRS

Continue reading “Grupo de Estudos: Olhares Interdisciplinares sobre o Envelhecimento”

Grupo de Estudos: LUDOTERAPIA – o brincar e o jogar

  • Todas as terças-feiras, das 09:00 às 10:30;
  • INÍCIO: 21 DE AGOSTO
  • Ministrante: Josiane Weiss – CRP 07/02874 – Psicóloga e Psicoterapeuta
  • Dirigido a profissionais e estudantes das áreas da saúde e educação;

Objetivo:

Revisitar conceitos teóricos que embasam o uso de brinquedos e jogos na psicoterapia de crianças e adolescentes, vivenciando a utilização dos mesmos como metodologia de produção de significados e entendimento psicodinâmico destes.

Temas:

Integrando conceitos e teorias no espaço clínico

A importância do brincar no desenvolvimento da criança; O que é Ludoterapia  e a Montagem da sala de Ludoterapia;

Construção de entendimentos psicodinâmicos

Brincar, jogar, interagir,  observar, comentar e compartilhar: Casinha, Desenho e Construção de Estórias, Jogos de Cartas,  Jogos de Tabuleiro

  • Investimento: R$ 130,00 profissionais / R$ 70,00 estudantes
  • Inscrições: instituto@clinicahorizontes.com.br / 51 30191799
  • Local: Rua José Gomes, 393, Tristeza, Porto Alegre/RS
texto rosele_anorexia

Estudo de caso extraído do texto Anorexia Nervosa em Adolescentes in: Barreiras autistas em pacientes neuróticos

Trabalho para a conclusão do V semestre da Formação de Psicoterapia de Orientação Analítica do Instituto Horizontes.
Aluna: Rosele Barcelos de Souza

Resumo

Estudo de caso extraído do texto Anorexia Nervosa em Adolescentes in: Barreiras autistas em pacientes neuróticos. Que relata o tratamento de uma paciente de treze anos levada à internação por um quadro de anorexia. O presente revisão teórica do tratamento em questão visa demonstrar as facetas realizadas pela dupla terapêutica durante o período de internação, as estratégias da terapeuta e as fantasias estabelecidas pela paciente, assim como o trabalho de contratransferência e interpretação que se deram ao longo do tratamento.

Caso

Margareth, 13 anos, faz aulas de ballet desde os 9 anos, a mãe sempre desejou ser uma bailarina. Apresenta amenorreia, falta de apetite, perda drástica de peso, teve um desmaio numa aula de orientação sexual, abomina qualquer assunto referente a sexo ou menstruação. Continue reading “Estudo de caso extraído do texto Anorexia Nervosa em Adolescentes in: Barreiras autistas em pacientes neuróticos”